quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Nojos natalícios

Há, por estes dias, 3 personalidades que me enervam e repugnam. Faço questão de partilhar essa antipatia convosco.




domingo, 14 de dezembro de 2008

Revolução!

Go Greeks, go Greeks, go Greeks.

Muitos muitos parabéns

Eles sabem que são bons mas devem gostar sempre de ouvir elogios.

Os Contemporâneos são sem dúvida alguma o melhor programa de humor da televisão portuguesa. Muito à frente no seu tempo metem qualquer Zé Carlos debaixo do braço.

Parabéns e continuem assim. 

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Rendo-me às evidências

Não gosto de dar o braço a torcer mas desta vez lá terá que ser.

Desde que o aborto foi despenalizado em Portugal, houve um terramoto na China, estalou uma crise económica em Wall Street e a Manuela Moura Guedes voltou ao Jornal Nacional. Só alguem muito mal-formado não veria a relação. Aqui fica, portanto, o meu pedido de desculpas a todos os feijõezinhos e batatinhas cuja morte apoiei.


Espírito natalício (1)

-Não acredito naquelas tretas religiosas, nem em Jesus, nem na Virgem nem em nada do que vem na Bíblia.

-Eu também não. Repudio tudo o que a religião representa.

-Ya, devem pensar que somos todos atrasados mentais para seguir as farsas deles.

-Devem pensar que conseguem enganar e meter medo a toda a gente.

-Só conseguem aldrabar os ignorantes e pobres de espírito.

-Pois é. E todo aquele conservadorismo e falsos moralismos...

-São inacreditáveis. E aqueles peregrinações e tradições medievais. Já não aguento mais!

-Queres vir ao cinema esta tarde?

-Não posso, tenho de fazer o presépio.

Ah bom!

O Fluviário de Mora é o melhor museu português

O que, diga-se, diz muito dos museus portugueses e desta associação!

E foi a 13 de Maio...


...que se consumou o único ménage à quatre com a bênção do Santo Padre.

Em França pondera-se a prisão de menores com 12 anos de idade.

Eu concordo, é da maneira que não se tornam banqueiros!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Centenário de Manoel de Oliveira

O Quezílias Libertinas decidiu entrar na onda de todos aqueles que gostam de Manoel de Oliveira, dos seus filmes e que reconhecem a sua importância, e de todos aqueles que não gostam de Manoel de Oliveira, nem dos seus filmes nem reconhecem a sua importância e lhe deram hoje os parabéns.

Por isso, Sr. Manoel de Oliveira, muitos parabéns! Fica aqui, na íntegra, a primeira longa metragem de ficção de Manoel de Oliveira. Aniki Bóbó (1942).




Surripiado daqui.

domingo, 7 de dezembro de 2008

Consequências do casamento gay

Talvez um pouco mais Mário, talvez um pouco mais...

Não, falta um bocadinho mais para Mário Nogueira, o cãozinho de Jerónimo de Sousa, ir para a Europa. Um aninho, no máximo, até lá só tem que se continuar a portar benzinho.

Reparem neste meu ar de cãozinho mal morto!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Coimas gloriosas

Que após este post não restem quaisquer dúvidas nem mal-entendidos em como os 6 milhões de benfiquistas são pessoas honradas - os machos bons pais de família, as fêmeas domésticas dedicadas, e os filhos, no caso dos rapazes, atestam com boa sopa de vinho logo pela manhã enquanto as prendadas filhas são alunas de 20 a economia doméstica.

Feito o esclarecimento, passemos ao post.

Esta lista afixada no Pavilhão Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha merece algumas considerações da minha parte.

Caríssimo júnior do glorioso, já pode sair do armário à vontade e usar o seu equipamento alternativo sem vergonha - os actos homossexuais (note-se que dar chapadas no rabo do colega não são considerados actos homossexuais) estão uma pechincha! Se for desses mas estiver com problemas gástricos, não há problema, em vez de um acto homossexual pode dar 2 peidos. Mas se não quiser abdicar do acto homossexual, pode atrasar-se 2 minutos a praticá-lo em vez de desrespeitar o colega.

Alternativas vastas se apresentam portanto ao plantel de júniores da casa do Benfica!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Pena que tenham ficado algumas reminiscências desses "anos dourados"!

Sarkolândia

Testemunho de um professor cuja aula foi interrompida, sem aviso nem justificação, por polícias com cães à procura de drogas. No comentário é descrito o gozo dos polícias, a destruição causada na sala pelos cães ao material dos alunos e a humilhação sofrida pelos menores interrogados apenas em calções, tudo isto no país dos direitos humanos.

Liberté, Égalité et Fraternité, lembram-se?

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Avaliação de desempenhos

-Bom dia, precisava de "trenze" "córtinados" e "sófás" para o estúdio da minha "rúbrica" sobre o novo acordo ortográfico.
-Claro, mas dê-me uma ideia de como vai ser a decoração do estúdio...
-Vai ser muito giro, com a mobília no centro e "tijóis" ao fundo. Só é pena é que o que quer que "fáçamos" o nosso patrão nunca gosta.
-O que importa é que os espectadores gostem, e quando começa o programa?
-Dia 10, não "pêrca"! ...Olhe e agora onde levanto os móveis?
-Ali ao fundo daquela rua.
-Naquele "béco"?
-Sim. Já agora, diga-me lá, já que é uma pessoa letrada, o que acha do novo acordo ortográfico?
-Olhe, é "redículo" daqui a pouco já nem sei falar português!

Ele garante...

Voos da CIA: "Amado garante que não há documentos que comprometam Portugal"

Vá lá, pelo menos fizeram questão de esconder e queimar as provas.

P.S.:Não era no caso BPN que também não havia documentos?

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Manuela Ferreira Leite, a raínha das ironias

Sobre as reformas:

Da sua visita ao neto durante a greve dos camionistas:

Acerca do casamento entre pessoas do mesmo sexo:

Interrogada se não considera que as obras públicas ajudarão ao factor desemprego:

Retirado de Bicho Carpinteiro.
É pena é que Manuela Ferreira Leite seja tão inteligente e intelectualmente dotada. Assim ficamos sempre sem perceber as suas ironias e até mesmo sem perceber que foram ironias. 

"Fenprof abandona reunião com a ministra da Educação"

Reservo-me ao direito de, perante as evidências, pensar que os sindicatos:
  • São contra a avaliação de professores e não contra este modelo específico;
  • Não estão interessados em negociar. Ponto final (mas depois a ministra é que é casmurra e autoritária);
  • Estão mais interessados em demitir a ministra e manter com ela um braço de ferro do que solucionar os problemas da educação;
  • Estão a agir por conta própria e não estão interessados em defender os interesses dos professores.

O modelo de avaliação não deve nem pode ser suspenso! Pode é ser alterado e era precisamente para isso que sindicatos e governo estavam sentados à mesa. Conclui-se assim que a ideia dos sindicatos é parar tudo, fazer voltar tudo atrás e aguardar que a democracia vá 6 meses de férias para agirem por conta própria.

Aproveitando o post, falo um pouco do estatuto do aluno. É vergonhoso fazerem-se manifestações, desconfio que nem autorizadas, sem se conhecerem os factos e contra aquilo que se manifesta. Vergonhoso é também o facto dos professores se  aproveitarem dos seus alunos para dar cacetada na ministra e exigirem a sua demissão e vergonha é o que não têm os pais desses alunos que andam por aí a bradar baboseiras aos céus de ovo e tomate na mão.

"O pior dos cenários é óptimo para emergentes, seja qual for o ramo a que se dediquem, desde a ambição por uma liderança partidária ou pelo trono num sindicato ou no que quer que seja que dê visibilidade".

José Leite Pereira, "Jornal de Notícias", 19-11-2008


terça-feira, 18 de novembro de 2008

Consumismo Pimba

Acho um mimo a publicidade a anunciar o dueto da Popota com o Tony Carreira. É adorável servir-se de uma amorosa hipopótama para incutir música pimbo-romântica desde tenra idade. Daqui a pouco veremos a Leopoldina com o Toy e o elefante de trevo na tromba do jumbo com o Emanuel. Depois ainda se vêm queixar da música do Magalhães.

Estás a querer ir de férias para onde?

Nuno Gomes, jogador do Benfica, clube que este fim-de-semana jogou contra o Estrela da Amadora, vem dizer que os jogadores deveriam interromper o campeonato por solidariedade aos jogadores do Estrela que não recebem há 3 meses. É bonito. Primeiro joga-se, depois diz-se para interromper.

Também gostei de ver o Nuno Gomes a pedir solidariedade no caso do Boavista, seu antigo clube.

Podia repetir?

Manuela Ferreira Leite pergunta, em jeito de recomendação, se não seria bom haver seis meses sem democracia para se meter tudo na ordem.

Com declarações como estas daqui a pouco ouviremos Alberto João Jardim a anunciar 6 meses de democracia na Madeira!

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Sobre o moralismo imoral ou o atraso mental ou o conservadorismo doentio ou o respeitinho é muito bonito

Resta o facto de, como os cadáveres não são assim muitos, as missas também não serem assim tantas.

"Vale e Azevedo (ainda) não burlou o Noddy"

A notícia é hoje manchete de vários jornais. O Quezílias Libertinas foi confirmar junto do Noddy esta informação surpreendente vinda ontem a público.


Quezílias Libertinas (QL): Boa dia Noddy. Antes de mais é um prazer enorme estar aqui consigo e queria agradecer-lhe a sua disponibilidade para nos dar esta entrevista porque, segundo sei, está a atravessar um período difícil da sua vida?
Noddy (N): O prazer é todo meu, até me faz bem desabafar. Sim, de facto, neste momento estou a atravessar algumas dificuldades.

QL: E tudo isto porque Vale e Azevedo ainda não o burlou?
N: Sim, é um facto. Até agora não me constou que tivesse sido burlado!

QL: Como se sente?

N:Olhe, sinto-me completamente excluído do resto da sociedade. É uma situação que vem avivar traumas do passado e que me está a deixar muito deprimido.

QL: Que traumas são esses?
N: Bem como toda a gente sabe, tive uma infância difícil na Casa Pia. Nunca fui muito sociável, nunca me consegui integrar muito bem. Só andavam atrás de mim por causa do meu guizo. Era "Noddy faz ver o guizo", "Noddy deixa-me tocar-te no guizo", "vou-te lamber o guizo", "põe o guizo aqui", "mexe no guizo ali", o dia todo, de modos que o meu guizo esteve um pouco dentro de tudo e mais alguma coisa, o que fez com que tivesse uma infância traumatizante.

QL: Mas conseguiu dar a volta?
N: Sim, felizmente, consegui ultrapassar a situação e, farto de me estarem sempre a pedir para ver e tocar no guizo, decidi pô-lo na ponta do barrete. Fui um passo de afirmação pessoal muito importante, ganhei muita confiança com esse gesto mas, agora, infelizmente, perdi essa confiança.

QL: O que espera de Vale e Azevedo?
N: Bem, penso que o mínimo que me podia fazer era burlar-me ou pedir-me desculpa pelo atraso na burla porque, realmente, eu quero seguir com a minha vida para a frente e assim não dá.

QL: Obrigado Noddy. Fica o apelo, Dr. Vale e Azevedo, se está a ler esta entrevista peço-lhe que tenha compaixão e que aja rapidamente. Como deve compreender esta é uma situação difícil e como figura pública só lhe ficava bem ajudar.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Um novo amanhã


Cresci com Bush na Casa Branca. Antes dele não tinha idade para perceber o que era a América, o que representavam as suas políticas e os seus presidentes. Desenvolvi com Bush um sentimento anti-americano comum a muitos. Hoje, sinto-me americano. Gostava de ter podido votar em Barack Obama. Obama pode já vir tarde para alguns, virá certamente. Mas a partir de hoje acredito numa nova América. Não estamos livres de uma grande desilusão, o mais que não seja porque as expectativas em Obama são enormíssimas. Há uma data de coisas a mudar em política externa americana. Não concordo com algumas defendidas por Obama, muito menos concordei com as de McCain. Mas acredito que a América, a partir de hoje e, principalmente, a partir de 20 de Janeiro será um lugar melhor. O mundo, por conseguinte, sê-lo-á também.

Parabéns a Obama e que ele seja mesmo a mudança que todos precisamos. Obrigado Obama, obrigado América.


GOD BLESS AMERICA!



BARACK OBAMA É O NOVO PRESIDENTE DOS EUA

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Força Obama!

A poucas horas de se conhecer o próximo presidente dos EUA deixo aqui o anúncio de 30 minutos de Barack Obama. Este será o último post antes de se conhecerem os resultados.
Confiante de que os americanos conseguirão ser minimamente inteligentes espero vir aqui amanhã ou quinta deixar uma mensagem de esperança e de felicidade, sinal de que Barack Obama ganhou. Para o bem ou para o mal, o Mundo será a partir de amanhã diferente.

It's always a pleasure to hear you, Sarah!

Palin apanhada por um falso Sarkozy


terça-feira, 28 de outubro de 2008

Petição

O Governo autorizou o Porto de Lisboa a adjudicar directamente (sem concurso público, portanto) a exploração do terminal à empresa Liscont (Grupo Mota-Engil) por mais 27 anos (até 2042), ao mesmo tempo que autorizou a triplicação do espaço disponível para o armazenamento de contentores.

Está a decorrer uma petição online contra esta medida. Porque exijo um esclarecimento deste acordo, estranho e muito dúbio a meu ver, e porque o terminal fica mesmo feio naquela zona mui nobre da cidade, assinei a petição.

Faça o que entender!

Como podem deixar esta mulher sair à rua e abrir a boca?!

Apenas um aparte

Veio só dizer que acho de um horror, de uma impertinência e de uma superioridade nojenta que um dirigente político, seja ele de que esquadrão for, no caso, do PSD, considerar irresponsável e mostrar-se contra aumentos salariais de 2,9% por serem demasiado elevados. Perdeu-se a vergonha!

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Eureka!

Sou geralmente a favor de grande projectos, organização de eventos, TGV's, aeroportos, estádios de futebol, etc., desde que feitos com conta, peso e medida e depois de bem estudadas todas as contrapartidas a curto, médio e longo prazo. A construção dos estádios para o Euro 2004 foi um exemplo paradigmático de vaidade sem olhar a meios. Os estudos, se chegaram a ser feitos, sobre o que fazer aos estádios após a competição, quais os seus custos, ou foram ignorados ou desvalorizados. De todos as obras, conclui-se agora (que novidade!) que só a construção dos estádios dos 3 grandes e a remodelação do estádio do Vitória de Guimarães fez sentido. O resto, endividou autarquias, clubes e o Estado. O estádio do Algarve foi a maior alarvidade jamais construída. Tudo porque uns carapaus de corrida se puseram em bicos de pés a reclamar que o Algarve, terra de grandes clubes de futebol, também precisava de um estádio. Agora já o têm. Para além de umas aldrabices futebolísticas para pouco mais serviu. Perdão, estou a ser injusto,  também já serviu para corridas de automobilismo e agora serve de escola. Boa rentabilização! Mas felizmente já há solução para rentabilizar um estádio vazio onde não há competições de futebol. Aumentar a capacidade do estádio para 40 mil pessoas. Deve ser a chamada psicologia invertida. Como atrair pessoas para um estádio com 35 mil lugares vazios? Construir mais 5 mil. Bem vistas as coisas, resolve o problema. Deixam de ser 35 mil lugares vazios para passarem a ser 40 mil lugares vazios. Tenho para mim que é muito lugar vazio. (Já repararam na quantidade de vezes que repeti lugar(es) vazio(s)?)

Quem teve esta brilhante ideia? Não sei, prefiro nem saber. Ao que parece é em nome de uma boa causa. Receber, conjuntamente com Espanha, o Mundial de futebol de 2018. Só levanto uma pergunta. Por que não utilizar tantos outros estádios, que não precisam de obras de alargamento, e que estão, também eles, às moscas? Coimbra, Leiria, Aveiro, Boavista, Braga? Não era uma maneira de os rentabilizar? Se calhar não, não liguem, eu é que não percebo nada destas coisas. Felizmente o assunto está entregue a quem percebe.

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Apenas para avivar a memória de alguns.

Um rego do carvalho

Não sei se são traumas de infância pelo nome ou se são assuntos de cama mal resolvidos mas esta é a declaração de voto numa moção sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo do deputado da Assembleia Municipal de Odivelas, eleito pelo PSD, o sr. João Rego de Carvalho:

“Em primeiro lugar queria que as palavras que eu vou dizer ficassem registadas ipsis verbis, na minha declaração de voto, sem omitir rigorosamente nada. Não digo isto por haver uma prática de omitir aquilo que as pessoas dizem, mas porque faço questão de o dizer em relação a este assunto.

O casamento é um sacramento instituido por Deus Nosso Senhor Jesus Cristo para ser celebrado entre um homem e uma mulher. E não é as ideias esquisitas que algumas pessoas, que entendo que têm uma formação deficiente, querem fazer impor à sociedade que vai alterar esta circunstância.

Deus colocou no Paraíso um Homem e uma Mulher, não colocou dois paneleiros ou duas lésbicas.”

Bem, conhecimentos factuais tem o senhor, certamente não teve uma formação deficiente. Louvado seja!



segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Pergunta inocente

Haverá algum produto alimentar, algum cosmético, algum brinquedo, alguma coisa que não seja mesmo feita na China?

Tristemente verdade

Dois velhos camaradas de partido encontram-se, e diz um para o outro:
- Afinal, tudo aquilo que nos contaram sobre o comunismo era mentira.
Ao que o outro responde:
- Mas isso nem é o pior. O pior é que tudo o que nos contaram sobre o capitalismo era verdade.

Copiado daqui o que foi ouvido aqui.

"É a altura certa para ir embora" Ora nem mais!

Ainda na mesma Visão, Leonel Carvalho, que em breve abandonará o cargo de Director do Gabinete Coordenador de Segurança, faz declarações surpreendentes e um tanto ou quanto assustadorazinhas. Em letras garrafais fica logo claro o seguinte: "Defendo a privação de liberdade a partir dos 12 anos"!

Acho mal. 12 anos!? Ui, é muito! Aos 5 anos já há muito fedelho capaz de traficar droga, fazer "carjacking", "housejacking", "hamsterjacking" e outra série de trafulhices acabadas em "jacking". Deixar essa ladroagem à solta tantos anos não pode dar em coisa boa. Agora a sério, descansem. O homem também não os quer enfiar logo na prisão. Só os quer sujeitar a um "internamento rigoroso" para os educar, dar formação escolar e profissional.  Infelizmente esses "internamentos rigorosos" costumam dar o efeito completamente contrário. Pormenores...

Mas Leonel Carvalho não se fica por aqui. Diz-nos ainda que "aqueles que reincidem no crime têm de ser punidos doutra forma". Estará Leonel Carvalho a pensar na pena de morte ou em algum divertido método de tortura? Hmmm, o melhor mesmo é fazer a pergunta.

"Defenderia uma lei como a dos EUA, em que a terceira condenação equivale a pena máxima?"

Mas é claro que o homem é favorável! "Mas talvez não à terceira" (à primeira, segunda?). E Leonel diz-nos mais. "Alguns já se riem, inclusivamente, quando são detidos." Tenho de concordar. É um gosto ver a felicidade de alguém a ser detido. Aquela luz no rosto, o sorriso rasgado de orelha a orelha, das coisas mais belas a seguir ao Lucy, sem dúvida!

Hmm, está bem Leonel, está bem. Tem mais alguma coisa que queira partilhar connosco?

"Quero continuar a correr e a saltar - é o que mais gosto de fazer. Dentro do que a minha saúde e as minhas lesões permitam - tenho uma tendinite no tendão-de-aquiles!"

Ah... é sempre bom de saber!

Bem, quanto a mim, tenho a dizer que ainda bem que este senhor não vai ser o secretário-geral agora com a nova Lei da Segurança Interna. Poderiamos eventualmente correr o risco de regredir uns aninhos valentes no que concerne aos direitos humanos. 

Life goes on!

Na Visão 812 de 25 de Setembro de 2008 num artigo referente à crise dos mercados financeiros é feita uma série de entrevistas a empresários, economistas, gestores e investidores sobre o presente e o futuro do sistema capitalista. João César das Neves, economista e professor na Universidade Católica, questionado sobre se o modelo capitalista, como o conhecemos, está esgotado, responde assim "Claro que não. Quando nos dói a cabeça não deixamos de ser pessoas para passar a ser cães". Pronto, é a convicção dele, tudo bem, apesar da analogia não ter sido a melhor. Se para ele esta crise é só uma dor de cabeça nem quero saber o que é uma pneumonia. Além disso, nas dores de cabeça mais fortes, como é, desdramatizando ao máximo, o caso, precisamos de tomar medicamentos para, pelo menos, aliviar a dor de cabeça. Seria portanto de esperar que na pergunta seguinte, "Qual deve ser a prioridade de mudança? Mais regulação?", JCN respondesse que sim. Mas não. JCN é um capitalista convicto. "Não precisa de haver mudanças drásticas. Isto é uma crise normal, embora mais forte. Como no caso dos tufões na costa americana, a ventania aguenta-se e depois a vida continua." Epá, este gajo gosta mesmo de fazer analogias! "Num tufão a ventania aguenta-se e a vida continua"! Que dizer então do furacão Katrina que arrasou uma cidade e matou uma série de pessoas? JCN até tem uma certa razão. Estas crises são normais, em menos de um século já tivemos duas. O pior é a normalidade e até o alívio com que JCN diz tal coisa. Parece esquecer-se das pessoas que dependem do sistema financeiro, daqueles que lhe confiaram o seu dinheiro e toda uma vida, para quem esta crise foi um autêntico Katrina. Logo na página seguinte, coincidência ou não, fala-se dos 2 milhões de americanos  que perderam a casa, vítimas da crise do subprime, e que agora vivem na rua, em tendas e do milhão a que se prevê, tal aconteça este ano. Desligar a crise do mercado financeiro da componente social, dos milhões de vítimas dessa crise é desumano, egoísta, irresponsável e de uma ignorância tremenda. Mas "a vida continua"... para uns mais que para outros.

Alguém aqui está a perceber o combo?

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Hilariante!

Nunca os Monty Python fizeram um sketch tão bom. Reparem na felicidade irradiante dos trabalhadores, da pose dos atletas a cantar na passadeira (dá sempre jeito) e na quantidade de negros e estrangeiros a aparecer no vídeo. Tudo seria hilariante não fosse um vídeo da campanha presidencial de, de... Silvio Berlusconi!

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

É impressionante!

Marques Mendes lança «Mudar de vida», um livro onde deixa reflexões sobre o futuro do país e o que falta fazer para que Portugal dê um salto em frente

É impressionante como eles sabem todos o que é preciso fazer mas nunca fazem nada quando podem realmente fazer alguma coisa. Com tanta gente a saber tanta coisa nem sei como há tanto por fazer. 

P.S.: Tentei encontrar uma imagem grande de Marques Mendes mas não consegui. As minhas desculpas.

Poor kid!

O Casamento segundo Jesus Cristo

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

E logo num país que gosta tanto de votar!

Soube que o fórum de hoje da TSF foi sobre a possibilidade de se referendar a questão do casamento homossexual. Como não ouvi o fórum, não sei as opiniões dos que participaram. Prefiro nem as saber. Entretanto, chegou-me aos ouvidos que um senhor que dá pelo nome de Paulo Mota Pinto, vice do PSD veio sugerir a ideia. Acho fantástico. Não só conseguimos a proeza de referendar direitos como já fizemos no aborto, como agora estamos em vias de repetir a proeza. A questão é simples! Trata-se de igualdade, de liberdade (já prevista na Constituição), de democracia. E tem de ser essa mesma democracia a garantir a igualdade de todos os cidadãos. Entregar ao povo uma decisão destas é lavar as mãos de responsabilidades e é não fazer o papel que compete a um governo, o de garantir a protecção e a igualdade às minorias. Só mesmo os atrasados mentais do PSD poderiam sugerir uma merda destas. Ou será que não servimos para mais nada senão para procriarmos que nem coelhos? Mas é claro que essa gentinha não é homofóbica, lá agora!? “Eu até conheço um amigo dum amigo do meu filho que é rabeta e tudo veja lá!?” Só está preocupada com o que o resto da população que não tem nada a ver com o assunto pensa. Tristes criaturas…

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Demagogia barata

Diz que o badalhoco do Magalhães, esse computador tão fofinho, azul e branco e tudo, tem Internet. E diz até que se formos ao google [experiência feita pela SIC, essa referência noticiosa!] e pesquisarmos "gata" aparecem coisas menos próprias para crianças de 6 anos. Essa notícia, para além de ter dado ideias a esses fedelhos promíscuos não serviu para mais nada. Quem sabe que ao pesquisar "gata" no google aparecem outras gatas que não felinas deve também saber que existem filtros e uma coisinha chamada "controlo parental". Os problemas que existem com o Magalhães existem com os outros computadores, sendo que este até tem inúmeros mecanismos de defesa topo-de-gama. Aos pais cabe o devido papel. O de configurar os sites e programas a que os filhos podem aceder e o de limitar o tempo de permanência em frente ao computador. Pegar por esta questão é não ter por onde pegar ou não se dar ao trabalho de procurar. É demagogia barata.


P.S.: Já agora se pesquisarem "pernas" também aparecem resultados interessantes...

E de facto o Sr. Jardim tem razão

Casamento: s.m. 1. acto ou efeito de casar 2. vínculo conjugal entre um homem e uma mulher 2.1 união voluntária de um homem e uma mulher, nas condições sancionadas pelo direito, de modo que se estabeleça uma família legítima 3. p. ext. qualquer relação comparável à de marido e mulher.

Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

Casamento é só "entre sexos diferentes", defende Alberto João Jardim 

Alberto João Jardim revelou grande preciosismo no uso da língua portuguesa ao mostrar-se contra o casamento homossexual apenas porque "casamento é só entre sexos diferentes". Jardim que diz não ter preconceitos quanto às opções sexuais de cada mostrou-se irritado por se tomarem os portugueses por tontos ao chamar-se casamento a uma coisa que não o é. E de facto, apenas por extensão se pode considerar casamento qualquer relação comparável à de marido e mulher. O que por sua vez nos remete para o problema - serão as relações homossexuais equiparáveis às de marido e mulher? Se não forem Jardim tem toda a razão. Não se pode chamar casamento a uma coisa que não o é.

Ao falar neste assunto Jardim levanta outros problemas maiores. De facto esta denominação não contempla sequer o caso dos indivíduos hermafroditas, o que não deixa de ser lamentável. 

Assim, o cerne da questão deixa de residir na liberdade e igualdade de direitos para passar a residir num problema de nomenclatura. Por mim não tenho nada contra. A mim próprio me custava estar a chamar Alberto João Jardim de palhaço ("actor cómico, esp. de circo, que usa maquilhagem e trajes bizarros, divertindo o público com pantomimas e piadas") se o próprio não tivesse aparecido já nestas belas figurinhas...


P.S.: Que fique claro que não aceito que dêem outro nome que não casamento só porque é feito entre pessoas do mesmo sexo. Ou há igualdade ou não há.

A boa nacionalização nacionaliza os prejuízos*/ Os EUA sujam, a Europa limpa

"Perante a catástrofe iminente, aqueles mesmos que reclamavam, há poucos meses, menos Estado, mais privatizações, recorrem agora ao Estado, com total desfaçatez, isto é: ao dinheiro dos contribuintes. Privatizam-se os lucros e socializam-se os prejuízos - essa parece ser agora a regra."

Mário Soares, "Diário de Notícias", 23-09-2008

* frase retirada de Arrastão

"A maioria dos dirigentes europeus continua num estado de apatia, talvez subserviência, em relação à administração Bush, sem parecer dar-se conta de que a era que Bush iniciou chegou ao fim. Ora, a Europa precisa de ter uma estratégia concertada mas autónoma em relação aos EUA. E em consequência precisa de ter políticas internas e externas consistentes e determinadas."

Mário Soares - Conferência "O Futuro da Europa"

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Sugestão de um leitor

Vão ao google, escrevem Político Honesto e carreguem em "Sinto-me com Sorte"...

Ai que fofos!

Ora vejamos, no dia em que o petróleo subiu 20 e tal dólares, depois do ministro ter "avisado" as gasolineiras sobre o preço dos combustíveis, preços esses liberalizados não sei por quem, e no momento em que a DECO lança uma campanha para ninguém abastecer sábado, os marotos das gasolineiras descem os preços. E para mostrarem que não os têm concertados, não descem todos igualmente. Note-se que 8 cent. é diferente de 8,3 cent. Já agora, a GALP, aquela que tem maior número de postos em Portugal é a que tem os preços mais altos. Estranho... 

Redução dos preços

Cepsa:

Gasolina s/ Chumbo 95 oct: 8,3cent. (1,392€)

Gasóleo: 4 cent. (1,257€)

BP:

Gasolina s/ Chumbo 95 oct: 8 cent. (1,398€)

Gasóleo: 4 cent. (1,258€)

Galp:

Gasolina s/ Chumbo 95 oct: 3 cent. (1,428€)

Gasóleo: 1 cent. (1,291€)

Fico a aguardar que para a semana subam 15 cent. 

P:S: De uma vez por todas acabavam com a hipocrisia de estar sempre a tentar igualar os preços da gasolina e do gasóleo. Porra ou os diferenciam bastante ou os põem iguais. 

"Vi as democracias intervirem contra quase tudo, salvo contra os fascismos"*


Tribunal retira a mãe custódia de filho filiado em partido comunista

Para ler aqui.

A Itália por estes dias não se recomenda a ninguém. Já se sabia. Prova disso são as escandalosas proibições, as violações constantes aos direitos mais básicos, a discrimação racial, sexual, religiosa, etc. O foco do fascismo já há muito despoletou por ali. Andava dissimulado (não escondido) mas desde a primeira eleição de Berlusconi que o monstro se mostrou. Hoje estende-se com todas as suas forças já para fora das fronteiras italianas. De resto, a Europa anda toda esquizofrénica. 

Se calhar Alegre está enganado. Torna-se hoje prioritário garantir o mais rapidamente possível igualdade de direitos a todos os cidadãos (a propósito da crítica de Manuel Alegre). Torna-se premente concedê-los. Hoje, na Europa e no Mundo estão-se a perder numa questão de anos direitos que demoraram séculos a conquistar. 

*citação de André Malraux

Genial

Antes de mais deixem-me avisar-vos que o blogue anda a conta-gotas e por isso esta semana os posts devem ser só vídeos ou coisinhas pequenas. Depois vou voltar a postar normalmente. Prometo voltar em força ainda antes das editoras disponibilizarem os livros escolares... ou, porque não sei o que vai acontecer primeiro, de o Santana Lopes se apresentar à Câmara de Lisboa.

Bill Maher

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

O Momento da Decadência

Ontem assisti ao mais degradante programa da televisão portuguesa que dá pelo nome de "Momento da Verdade". Não mais o verei. Também não preciso, constatei o que precisava. Primeiro todo o conceito do programa está errado. O polígrafo não é uma máquina infalível e é relativamente fácil enganá-lo, tanto é que nem tem valor jurídico. Segundo, não temos acesso a todas as perguntas nem ao resultado do polígrafo em cada uma delas pelo que a televisão pode perfeitamente optar por dizer que uma resposta é mentira para não ter de entregar o prémio ao concorrente. Terceiro, percebi que, a serem concorrentes a sério, há pessoas capazes de tudo pelo dinheiro, humilhar a família, destroçar os filhos, rebaixar-se que nem ratos, etc., etc.. Quarto, há pessoas sem qualquer vergonha na cara. Vir afirmar para os jornais, na sequência do programa, que "É claro que já bati na minha mulher" é a maior exibição de decadência da pessoa humana. Acto que espero não passe ao lado das autoridades competentes. Quinto, alguém que diga a quem escreve os textos da voz-off que "A resposta é verdade" não é português. Sexto, a SIC não tem mesmo mais nada para falar ou emitir. As emissões de hoje, de manhã à tarde, foram todas dedicadas ao programa e a repetição de alguns momentos destes. Sétimo, não só a televisão pública deve ter um papel de instrução do povo. As privadas também o deveriam ter. Se fornecermos produtos de qualidade as pessoas acabam por aderir e instruir-se. Oferecer lixo do mais rasca que há só piora a situação (mas depois a culpa é do governo).

Manuel António Pina no JN

"Mais uma conta para pagar

Descubro pelos jornais o que, com boas e históricas razões, já sabia: sou eu (isto é, você, leitor) quem vai pagar os milhares de milhões de dólares de dívidas que levaram o banco Lehman Brothers (LB) à falência. 

A acrescer à factura que já nos estava (a mim e a si, leitor) a ser cobrada pelo também americano colapso do crédito hipotecário de alto risco ("subprime", dizem eles) e às que iremos pagar a seguir pela cascata de falências financeiras que, depois da do LB, aí virão. A beleza do capitalismo especulativo na sua versão selvagem e neoliberal é que, quando um especulador global espirra, nós, os mal agasalhados, apanhamos uma pneumonia. E quando, como eles também dizem, "a economia real arrefece" nós é que tiritamos de frio. Parafraseando o Papa, "o amor (deles) ao dinheiro é a raiz de todos os (nossos) males". Fosse eu dado a coisas "new age" e veria nesta tumultuosa espécie de neo-Grande Depressão uma mão astral. Não é que, algures além-túmulo (e, pelos vistos, aquém-túmulo) os maléficos utopistas Marx e Engels estão nesta altura a comemorar os 160 anos do Manifesto Comunista?"


Excelente artigo de opinião. E já agora, para nos fazer reflectir um pouco mais sobre quem arca com as consequências das crises do liberalismo:
John Thain, CEO da Marril Lynch: 10, 6 milhões de euros de bónus em 2007
Richard Fuld, CEO da Lehman Brothers: 3 milhões de euros de bónus em 2007
Martin Sullivan, CEO da AIG: 2,7 milhões de euros de bónus em 2007
Daniel Mudd, CEO da Fannie Mae: Um milhão e seiscentos mil de euros de bónus em 2007
Richard Syron, CEO da Freddie Mac: Um milhão e meio de euros de bónus em 2007

Fonte: Público

A união (ainda) faz a força

Mercado do Bolhão volta à estaca zero

A edilidade alega "grave incumprimento dos compromissos" por parte da TramCrone. Oposição fala em "derrota política" de Rui Rio e nova solução está prometida até ao final do mês.
Rui Sá, vereador da CDU, fala mesmo na "maior derrota política de Rio", dizendo que o autarca está a desfazer um acordo que ele próprio apresentou e defendou de forma aguerrida.
A intervenção projectada para o Bolhão estava sob forte contestação pública de uma autodenominada Plataforma de Intervenção Cívica (PIC), integrada por várias colectividades locais e personalidades portuenses. O argumento da PIC é que o Bolhão seria demolido se o projecto da TCN fosse executado. A contestação chegou à Assembleia da República e aos tribunais e incluiu manifestações de rua.

A PIC já reagiu a esta decisão da Câmara, dizendo que a contestação que esta plataforma produziu é em parte responsável por este desfecho. E fala numa "vitória dos interesses da cidade", mostrando-se aberta a colaborar numa nova solução.
Ler mais aqui.

Ora aí está uma praxe inteligente

Praxe em Medicina quer angariar dadores de medula óssea 
Se tudo correr bem, dia 1 de Outubro à tarde, os alunos do primeiro ano da Faculdade de Medicina de Lisboa vão andar pelo Rossio a angariar dadores de medula óssea. É a praxe aos caloiros, que os alunos do 6º ano fazem questão de promover e gostariam de ver repetida por outras faculdades.

A actividade está a ser programada para que nada falhe e os caloiros vão ter previamente uma aula para compreenderem o que é a leucemia, a importância de haver dadores e como é que se faz a abordagem. No Rossio, vai haver uma tenda para que se possa fazer imediatamente o teste de sangue e não se percam pessoas no procedimento que vai desde o “sim, quero ser dador” até à finalização.

Para ler aqui.
Finalmente e já não era sendo tempo  surgem praxes com carácter cívico e útil. Se os estudantes querem fazer passar a ideia de que as praxes não servem apenas para rebaixar e humilhar o caloiro é mais medidas destas que têm de tomar. Aí sim serei a favor das praxes.

terça-feira, 16 de setembro de 2008

RIP

Richard William Wright (28 July 1943 - 15 September 2008)

Às voltas no caixão

Nos tempos de instabilidade por que passamos e que  se avisinham parece-me apropriado reformular ou pelo menos reflectir sobre as bases da economia mundial. Até porque já houve quem previsse que nos está a acontecer há algum tempo. Era privisível até... 


A não perder

Aconselho o excelente site do controverso fotógrafo Jill Greenberg, especialmente a secção de fotos manipuladas de John McCain.

Blog de Saramago

O blog de José Saramago. 

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Um livro subscrito pelo Papa

A notícia vi-a no novo arrastão. Um manual escolar, utilizado em colégios católicos privados espanhóis, compara a interrupção voluntária da gravidez ao holocausto nazi e às grandes guerras do século XX, considerando que «a sociedade está ameaçada» fora do matrimónio heterossexual.

Para além disso, a obra intitulada de «Ética» garante que os filhos de pais separados correm o risco de ingressar numa vida de «crime, drogas e violência», noticia o El País. O manual escolar, escrito por José Ramón Ayllón e Aurelio Fernández, serve para, segundo os autores, preparar os alunos para resistir a estes tempos difíceis que «sentaram Deus no banco dos acusados».

Estas são algumas das mensagens que serão leccionadas numa disciplina de carácter obrigatório destinada a adolescentes com idades compreendidas entre os 14 e 15 anos.

© rabiscos vieira

«O século XX pode ser recordado pelas guerras. Mas será ainda mais lembrado por outro atentado contra a dignidade humana que se autojustifica e se esconde na sombra de um eufemismo: a interrupção voluntária da gravidez. O aborto é um homicídio, um acto gravemente imoral».

A única família possível é formada através do casamento heterossexual, numa instituição «naturalmente estável e monogâmica». Sem estes dois factores a «sociedade ficaria ameaçada».

No livro é citado o exemplo dos Estados Unidos, onde o divórcio será a primeira causa de morte entre os adolescentes. 

Para os autores a reprodução medicamente assistida é «inaceitável». «Não há justificação para a inseminação artificial de uma mulher solteira ou viúva. Nem os maridos que não conseguem vencer a sua esterilidade podem recorrer a nenhuma das técnicas de reprodução assistida. Todo o ser humano tem o direito de ser concebido, trazido no ventre e educado no seio do matrimónio».

via portugal diário

Fico a aguradar a confirmação da adopção deste manual no Colégio D. Diogo de Sousa. Até lá é melhor seguir os preceitos do livro ou ainda acabamos a arder numa fogueira, em praça pública. Lembram-se?

O PSD de Manuela Ferreira Leite

Santana Lopes, Manuel Monteiro ou Menezes não fariam melhor... nem pior. Caros eleitores, é esta a oposição com que contamos para enfrentar Sócrates em 2009. Demagogia dos tempos áureos de Paulo Portas:

Uma vergonha. O melhor mesmo é que a Manuela esteja calada, mesmo, sem ironia. O pior que pode fazer é tentar desculpar-se.

sábado, 13 de setembro de 2008

Convenhamos que...

PSP 
Regulamento proíbe polícias de mascar pastilha e fumar
A Direcção Nacional da PSP tem um projecto que impõe, sob pena de processo disciplinar, um rígido código de comportamento aos polícias.

... era escusado.

Não é das coisas mais bonitas ver um polícia a fumar e a mascar pastilha, muito menos a fumar e mascar pastilha ao mesmo tempo, mas não é das coisas que mais me afecta o espírito. Daqui a pouco até têm de passar nas provas físicas e nos (poucos) testes de tiro. Com franqueza...

Excelentíssimo senhor doutor inspector comentador presidente Moita Flores que pensa disto?

Contemporâneos

Eles voltam a 18 de Setembro e eu fico a aguardar pelo melhor programa de humor da televisão portuguesa.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Juro que não conheço o autor


http://eiolhatenhoumblog.blogspot.com/

-.-'

Para desmoer de Cavaco Silva...

Por muita razão que tenha, que aliás até tem, não se podem dizer as coisas assim. Perde-se uma credibilidade necessária para muitas lutas.

Naqueles dias deprimentes...

.. às vezes dou por mim em casa a gritar JUMP JUMP JUMP mas ele (?) nunca o faz!

Não, agora a sério. Não vejo nem oiço Tokio Hotel. Há fenómenos que me passam ao lado. Principalmente aqueles que não têm qualquer razão de ser...

Audiências por Nuno Santos

Como fazer subir as audiências da SIC? Com qualidade obviamente...

  • "Camilo em Sarilhos";
  • "Malucos do Riso";
  • "Mini-Malucos do Riso";
  • "Rebeld Way" ("Onda Rebelde" para os franceses)
  • "Momento da Verdade";
  • "Lucy".

É pena pensar-se que só se tem audiência com lixo. Lá por ser a maneira mais fácil de lá chegar não quer dizer que seja a única.


quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Finalmente!


Dizem que é um ex-líbris da cidade de Braga. Talvez, nunca lá comi, não questiono a qualidade do bacalhau mas também não comia lá nem que me pagassem. Será que nos vamos livrar dos cheiros nauseabundos que exalam rua fora ou irá simplesmente acentuar-se a ruína?


E ainda Cavaco Silva não descobriu o veto por correspondência

Ferreira Leite contra fim do voto por correspondência para emigrantes 

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Terrorismo

Num país onde Moita Flores (ainda) só não é Presidente da Câmara Municipal de Santarém, eu, Hugo Cordeiro, associo-me ao terrorismo.

PS.: Repararam que isto dos aviõezinhos é melhor que o Red Bull Air Race?

LHC - Day 1




Este é dos posts que escrevo com maior prazer. Este acelerador de partículas é a prova que a Humanidade ainda se pode juntar para produzir coisas boas, um projecto que Manuela Ferreira Leite cancelaria se pudesse. A nossa compreensão do universo está prestes a mudar...

Todos os factos e esclarecimentos em: http://public.web.cern.ch/public/en/LHC/LHC-en.html

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Derrocada em Braga (actualizado)

Hoje cerca das 14horas, na Rua dos Chãos, no centro de Braga, um prédio de 3 andares contíguo a um outro em obras ruiu parcialmente vitimando mortalmente 3 operários. Uma quarta vítima, o encarregado da obra, foi transportado ao Hospital de S. Marcos após se ter sentido mal mas encontra-se bem.

O prédio ruiu  para o interior do que se encontra assinalado com setas, que estava a ser restaurado.